FOTO

Roberta Dias: Delegado-geral vai se reunir com comissão para avaliar inquérito

Paulo Cerqueira informou que se for necessário nomeará outros delegados para cuidar do caso

 Por Thiago Gomes e Larissa Bastos   

Paulo Cerqueira informou que se for necessário nomeará outros delegados para cuidar do caso

FOTO: DIVULGAÇÃO

O pedido do Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) para mudar a comissão que investiga o desaparecimento da estudante Roberta Dias, de Penedo, vai ser analisado esta semana pelo delegado-geral da Polícia Civil. Paulo Cerqueira informou que pretende se reunir com os delegados em questão para entender como está a apuração do caso e, só após a conversa, deve decidir o que fazer.

Cerqueira revelou que estava afastado das funções, na semana passada, e, por isso, não teve como se reunir com os integrantes do Sindpol. Porém, adiantou que até a próxima sexta-feira vai sentar com os delegados que integram o grupo para discutir o assunto.

“Estava afastado com um problema de saúde e estou retornando agora. Vou fazer uma reunião com a comissão, os quatro delegados, e vou ver em que pé está o inquérito para poder decidir se eles continuam no inquérito ou se serão afastados e eu nomearei outros membros”, comentou o delegado-geral, ao ser questionado pela imprensa, na manhã desta segunda-feira.

Ele confirmou que recebeu as solicitações tanto do Ministério Público Estado (MPE) como do Conselho Estadual de Segurança Pública (Conseg) para explicações sobre o caso. “Eles [os órgãos] pediram informações e daremos as respostas”, prometeu.

Outro a tocar neste assunto foi o secretário de Segurança Pública, Lima Júnior. Ele avaliou que é do delegado-geral a tomada de decisão sobre o trabalho da comissão que investiga o caso.

“O delegado Paulo Cerqueira tem total autonomia para fazer o que achar melhor. O que posso dizer à sociedade alagoana é que não iremos ficar reféns de sindicato. O sindicato tem o papel dele e nós temos o nosso como gestores e comandantes da segurança pública. A Polícia Civil resolveu casos muito complexos e tem feito um grande trabalho em defesa do povo alagoano. Quem vai decidir se há necessidade ou não de mudança de comissão é o diretor-geral da Polícia Civil”, confirma.

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA