FOTO

Região Metropolitana possui 55% das empresas ativas em Alagoas

Órgão alagoano de registro destrincha números de sete regiões do Estado

Região Metropolitana apresenta três das cinco cidades com maior número de empresas registradas no EstadoRegião Metropolitana apresenta três das cinco cidades com maior número de empresas registradas no EstadoAscom Juceal

Texto de Hotton Machado

A Região Metropolitana é a localidade que mais apresenta empresas com registro ativo em Alagoas, chegando a ter 55% do total registrado no Estado. É o que informa a Junta Comercial do Estado de Alagoas (Juceal), destacando que, na região, existem 85.718 negócios ativos no banco de dados do órgão.

 

A área, que é compreendida por onze municípios, apresenta três das cinco cidades com maiores quantitativos – Maceió com 72.103 empresas, Rio Largo com 4.583 e Marechal Deodoro com 3.328 negócios com registro ativo.

 

A pesquisa feita pela Junta Comercial traz valores para cada município alagoano, servindo ainda como comparativo entre as regiões. Baseado nisso, o estudo mostra que a densidade empresarial na região Metropolitana é aproximadamente 25 vezes maior do que na Bacia Leiteira, área com o menor quantitativo registrado no Estado.

 

O Agreste é a região que possui o maior número de cidades, com 19 ao total, e, puxada por Arapiraca, com 13.978 empreendimentos, é a segunda localidade com maior quantitativo.

 

A listagem por regiões em ordem descrente é complementada com 16.098 negócios da região Sul, 11.090 dos Vales do Paraíba e do Mundaú, 8.645 do Sertão e 7.425 da região Norte. A Bacia Leiteira apresenta 3.439 empresas com registro ativo.

 

“Essa relação de empresas mostra a construção do Estado no decorrer de sua história e, assim, os locais com maior desenvolvimento. Ela serve também para aplicarmos no trabalho voltado para o futuro, visando um crescimento de outras regiões para o que o Estado se desenvolva como um todo. E acredito que é isso que o Governo está buscando. As obras estruturais e os investimentos estão sendo feitos baseados no potencial de cada região para que ela possa crescer, sobretudo, no que há de melhor em relação à capacidade de criação de negócios”, explica o presidente da Juceal, Carlos Araújo.

 

Com base na pesquisa, as cidades com mais negócios com registro ativo, além das citadas, são Penedo (3.742), Palmeira dos Índios (3.235), São Miguel dos Campos (3.029), União dos Palmares (2.921), Delmiro Gouveia (2.462), Coruripe (2.338), Santana do Ipanema (1.750), Pilar (1.683), Maragogi (1.628), Teotônio Vilela (1.602), Atalaia (1.379), Campo Alegre (1.323), Porto Calvo (1.129), Murici (1.070), Viçosa (1.016) e Olho d`Água das Flores (1.013).

 

Enquanto a lista com os menores valores é formada por Pindoba (31), Olho d`Água Grande (37), São Brás (88), Belo Monte (93), Jaramataia (95), Mar Vermelho (98), Minador do Negrão (100), Belém (101), Palestina (106), Jacaré dos Homens (109), Tanque d`Arca (110), Chã Preta (125), Monteirópolis (132), Jacuípe (140), Pariconha (146), Carneiros (146), Senador Rui Palmeira (148), Jundiá (152), Poço das Trincheiras (154) e Campestre (155).

 

A Juceal é o órgão alagoano responsável pelo registro de empresas e pela administração da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim).

 

Região Metropolitana apresenta três das cinco cidades com maior número de empresas registradas no Estado (Fotos: Ascom Juceal)
Região Metropolitana apresenta três das cinco cidades com maior número de empresas registradas no Estado (Fotos: Ascom Juceal)
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA