Está formado o grupo de oposição em Alagoas. Pelo menos é o que  foi acertado após a reunião de caciques da política na última semana em Maceió.

E quem é o candidato ao governo?

Essa pergunta só será respondida no início de 2018.  Mais o consenso o nome do prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB) é o escolhido,  mais por enquanto a estratégia é deixar a escolha mesmo para 2018.

O prefeito Rui Palmeira, o principal “convidado”, ouviu o que já se sabe fartamente o que pretendem dele os integrantes do grupo: que ele seja candidato ao governo do Estado.

Palmeira não diz que não, mas também não diz que sim.

A posição que vem assumindo, assim me parece, é bastante racional: é cedo demais para qualquer decisão sobre 2018 e a situação difícil enfrentada pela prefeitura de Maceió exige cautela e prudência.

Primeiro, é preciso trabalhar para conseguir resolver, minimante, os problemas da cidade. Antes disso seria bobagem se lançar para embates no próximo ano.

Próximos passos

A partir de agora, serão muitas reuniões na Capital e interior do Estado, sempre com o objetivo de fazer frente ao governador Renan Filho (PMDB) e aglutinar o maior número de partidos com eventuais candidatos a deputado estadual e federal.

Será desta mesma junção que sairá formada a chapa de oposição e a escolha de um nome, de consenso, para o cargo de vice-governador.

Estiveram presentes o ministro dos Transportes, Aviação Civil e Portos, Maurício Quintella (PR), o senador Benedito de Lira (PP), o ex-governador Teotônio Vilela Filho (PSDB) o ex-governador e deputado federal Ronaldo Lessa (PDT) ex-deputado federal José Thomaz Nonô (DEM), os deputados federais Pedro Vilela (PSDB),  e Arthur Lira (PP), os deputados estaduais Bruno Toledo (PROS) e Rodrigo Cunha (PSDB), o prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB) e o de Arapiraca, Rogério Teófilo (PSDB).

A frente de oposição nasce muito forte

Tem um nome capais de derrotar o atual governador Renan Filho, o prefeito de Maceió Rui Palmeira e nomes para as duas vagas de senador.

Em pesquisas recentes para senador os nomes de Ronaldo Lessa e Rodrigo Cunha  aparecem bem avaliados.

O atual senador Benedito de Lira e o ex-governador Teotonio Vilela Filho com nomes já consolidados em Alagoas.

Partidos que se unem

PSDB, DEM, PDT, PROS, PP, PR, PPS e podendo vim o PTC do senador Fernando Collor já que o partido faz parte da bancada com nomeações na prefeitura de Maceió.

 

 

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA