foto

Mais de mil alagoanos já solicitaram certificação do Ensino Médio pelo Encceja

Interessados podem procurar a Gerência Regional mais próxima para requerer seu certificado

Antes de solicitar a certificação, os aprovados devem estar munidos de identidade e CPF, originais e cópias, e o boletim de desempenho.Antes de solicitar a certificação, os aprovados devem estar munidos de identidade e CPF, originais e cópias, e o boletim de desempenho.Foto: Valdir Rocha

Texto de Manuella Nobre

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) registrou, até o momento, 1350 solicitações de emissão do certificado de conclusão do ensino médio pelo Exame Nacional para Certificação de Competência de Jovens e Adultos (Encceja). Realizado em novembro do ano passado, o Encceja  permitirá aos classificados a certificação de conclusão do ensino fundamental ou médio.

 

Antes de solicitar a certificação, os aprovados devem estar munidos de identidade e CPF, originais e cópias, e o boletim de desempenho. Os resultados individuais podem ser acessados no site enccejanacional.inep.gov.br,. Para ser considerado aprovado, o candidato precisa ter pontuado, no mínimo, 100 pontos em cada área de conhecimento e 5 na redação.

 

De acordo com a supervisora de Orientação e Vida Escolar da Seduc, Juliana Cahet, os interessados têm o ano inteiro para requerer o certificado, tanto nas Gerências Regionais de Educação  (Geres) como na Seduc, cujo atendimento acontece na sala 13 da Escola Estadual José Correia da Silva Titara, no Cepa, no horário das 8h às 17h30.

 

“Quem está no interior do Estado não precisa se deslocar até o Cepa, pode ir até na Gere mais próxima, levando originais e cópias do RG e CPF. Por enquanto, as solicitações são apenas para o Médio, pois o resultado do Fundamental está previsto agora para março. Vale ressaltar que, por se tratar de órgãos públicos, o candidatos não poderão estar vestindo shorts ou bermudas no dia que vierem solicitar a emissão do certificado”, explicou Juliana.

 

Nova chance – Ainda segundo a supervisora, o Encceja tem proporcionado que pessoas que estavam há muito tempo afastadas da sala de aula ganhem um novo estímulo para retomar os estudos.

 

“Esta é mais uma possibilidade das pessoas progredirem na vida, de conseguirem um trabalho. Outro diferencial é a clientela. Antigamente, a gente via muitos jovens de 18 anos buscando a certificação, mas, hoje, temos muitos idosos, pessoas que já estavam há um bom tempo sem estudar, começando a  resgatar suas vidas escolares”, comemora Juliana.

 

 

Certificação do Encceja (Foto: Valdir Rocha)
Certificação do Encceja (Foto: Valdir Rocha)
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA