foto

Integrantes do Movimento Sem Terra invadem prefeitura do município de Penedo

fonte: aquiacontece.com.br

Os manifestantes e trabalhadores do campo reivindicam infraestruturas sociais

A prefeitura do município de Penedo foi invadida por integrantes do Movimento Sem Terra (MST) na manhã desta terça-feira, 14 de novembro. Os manifestantes e trabalhadores do campo reivindicam infraestruturas sociais e produtivas para as áreas de acampamento e assentamento Nova Esperança, situado na cidade ribeirinha.

Em entrevista concedida ao Programa Lance Livre da Rádio Penedo FM (97,3 Mhz e www.penedofm.com.br), o líder do assentamento, André de Souza, explicou que a manifestação desta terça, 14, acontece para cobrar do poder público respostas sobre uma pauta de reivindicações já entregue ao prefeito.

“Nosso movimento é pacífico! A única coisa queremos é ter um diálogo com o prefeito para que nossa pauta seja atendida. Caso a prefeitura não possa cumprir com 100% do queremos, a gente aceita que se faça menos, mas queremos e precisamos de uma maior atenção do poder público”, explicou Souza.

A pauta de reivindicação do movimento é bastante ampla e versa, principalmente, sobre o cumprimento de direitos constitucionais, como a garantia de uma Saúde e Educação digna e de qualidade; acesso ao esporte e lazer; construção de uma sede; coleta de lixo na comunidade; distribuição de leite para as crianças; e a utilização de um trator para arar a terra para que os manifestantes possam trabalhar, entre outros itens.

“A Prefeitura é do povo e nós só sairemos daqui quando conseguirmos conversar com o prefeito. Repito que estamos abertos ao diálogo. Se não puderem construir um posto de saúde na comunidade, por exemplo, que achem outro jeito, o que não podemos mais em ficar sem atendimento, perambulando de um canto ao outro”, completou André de Souza.

O movimento conta com a participação de cerca de 100 pessoas e acontece de forma pacífica. Os manifestantes estão preparados, inclusive com colchões e alimentos, para acampar na prefeitura, até que consigam ser recebidos pelo prefeito Március Beltrão.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA