FOTO

Greve de caminhoneiros chega ao 4º dia e causa reflexos pelo país

Há filas nos postos, mas combustível já falta e preços variam; hospitais suspendem procedimentos; ônibus têm frota reduzida; comércio sofre com a falta de alimentos; há possibilidade de racionamento de energia em RO e de falta de água no RJ.


Por G1

Greve dos caminhoneiros provoca alta dos preços de alimentos e combustíveis

Greve dos caminhoneiros provoca alta dos preços de alimentos e combustíveis

Pelo 4º dia seguido, nesta quinta-feira (24), caminhoneiros fazem manifestações em 25 estados mais o Distrito Federal causando reflexos por todo o país. Os atos são contra a disparada do preço do diesel que faz parte da política de preços da Petrobras, em vigor desde julho.

Entre as consequências estão a redução nas frotas de ônibus em várias cidades, inclusive, capitais; a disparidade de preços nos postos de combustíveis – valores variam R$ 2,10 a R$ 10 -, mas em alguns estabelecimentos já há falta, além de grandes filas; o desabastecimento em supermercados, principalmente de hortifrutigranjeiros; hospitais suspenderam procedimentos por conta de falta de medicamentos; fábricas de diversos segmentos pararam suas produções; há possibilidade de racionamento de energia em Rondônia e falta de água no RJ. Aeroportos funcionam normalmente.

Veja os principais reflexos da paralisação pelo país:

Transportes

Alimentos

Combustível

Saúde

Energia

Segurança

Na noite de quarta, a Câmara dos Deputados aprovou o projeto que elimina a cobrança de PIS-Cofins sobre o diesel até o fim de 2018. A medida foi aprovada para tentar conter a paralisação dos caminhoneiros. Eles protestam contra os sucessivos aumentos no preço do diesel, motivados pela política de preços da Petrobras, que determina o valor da venda dos combustíveis aos distribuidores com base na oscilação do preço do petróleo no mercado internacional e na variação do dólar.

A Petrobras já informou que não mudará a política de reajustes. Mas na noite desta quarta anunciou uma redução de 10% por 15 dias no preço do diesel vendido pelas refinarias como um “gesto de boa vontade” para dar solução à crise motivada pelo movimento dos caminhoneiros.

Paralisação de caminhoneiros afeta rotina de vários estados

Paralisação de caminhoneiros afeta rotina de vários estados

Protestos

Um protesto de caminhoneiros na BR-381, em Betim (MG), ocorreu nas proximidades da refinaria Regap. Em Minas Gerais, segundo a PRF, são mais de 40 trechos bloqueados em rodovias que cortam o estado.

Em MT, um motorista foi agredido ao tentar furar o bloqueio de caminhoneiros na BR-163 em Sorriso.

Outras categorias do setor também estão aderindo à paralisação como motoboys no DF, motoristas de uber em Belém, guincheiros em São Paulo e pescadores em SC.

Mapa com os pontos de interdição nos estados (Foto: Arte G1)Mapa com os pontos de interdição nos estados (Foto: Arte G1)

Mapa com os pontos de interdição nos estados (Foto: Arte G1)

Veja a situação nos estados:

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA