FOTO

Delegacia de Homicídios aumenta em 89/% conclusão de inquéritos em Abril

Reestruturação no modelo de funcionamento da especializada aumentou o esclarecimento de crimes, possibilitando a prisão de mais acusados

 Números passados pela DHC revelam que de janeiro à abril de 2017, a delegacia especializada conseguiu concluir 136 inquéritos policiaisNúmeros passados pela DHC revelam que de janeiro à abril de 2017, a delegacia especializada conseguiu concluir 136 inquéritos policiaisAscom/PCAL

Texto de Amarildo Albuquerque

A reestruturação no modelo de funcionamento da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC), implementada recentemente pelo delegado-geral da Polícia Civil, Paulo Cerqueira, visando aumentar o número de esclarecimento de crimes, começa a dar resultados.

 

A nova formatação de trabalho uniu diretores da instituição, delegados, agentes e escrivães da Delegacia de Homicídios em prol da melhor maneira de combater, por meio da atividade fim da Polícia Civil, que é a investigação, os crimes ocorridos em Maceió.

 

Dados da Assessoria Técnica de Estatística e Análise Criminal (ATEAC) relatam que no mês de Abril deste ano a DHC teve um aumento de 89% no quantitativo de inquéritos concluídos, comparados com o mês anterior à reestruturação. Destes, 63% com a autoria do homicídio definida, possibilitando a prisão de muitos responsáveis pelos assassinatos.

 

Números passados pela DHC revelam que de janeiro à abril de 2017, a delegacia especializada conseguiu concluir 136 inquéritos policiais. Mais de 70 criminosos foram presos, evitando, assim, que voltassem a matar mais pessoas. Destes mais de 70 presos há casos em que um acusado é responsável por mais de um crime. Exemplo disso é o homicida preso pela Polícia Civil neste final de semana. De acordo com as investigações da Delegacia de Homicídios,  Kessi Jhones Pereira da Silva, de 22 anos, já matou mais de uma dezena de pessoas na parte alta da capital.

 

“A Polícia Civil está demonstrando um trabalho eficiente, contribuindo para o fim da impunidade e da redução dos índices de crimes em Alagoas”, disse o delegado Fábio Costa.“A lotação de mais seis delegados e 24 agentes da Polícia Civil na Delegacia de Homicídios está possibilitando melhoria significativa no trabalho desenvolvido na especializada, aumentando ainda mais o trabalho investigativo, com o consequente crescente número de esclarecimento e conclusão de inquéritos policiais”, destacou o delegado-geral Paulo Cerqueira.

 

O delegado-geral disse ainda que este aumento de produtividade da DHC refletirá brevemente na diminuição do número de homicídios na capital alagoana, pois o esclarecimento dos assassinatos e a conclusão dos inquéritos tem permitido a identificação dos autores, fazendo com que as forças de segurança pública de Alagoas prendam os responsáveis pelos crimes praticados, impedindo que eles cometam mais homicídios.

 

Paulo Cerqueira reforçou que o apoio do secretário Lima Júnior e do governador Renan Filho as ações da PC tem sido fundamental para melhorar cada vez mais o trabalho da instituição.

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA