FOTO

Cachaça e caju: harmonia e tradição

   Alessandra  Vieira  │ 

Caju é uma fruta vistosa, exótica, com uma carne macia, suculenta e, acima de tudo, com o sabor da tropicalidade brasileira

Dizem que para se atingir uma situação de harmonia entre uma bebida e uma comida é necessário que as estruturas entre as duas se equilibrem, as sensações se ajustam e a dupla se realce mutuamente. O resultado: o prato enriquece a bebida, cobrindo carências aromáticas e gustativas, e os atributos sensoriais da bebida exaltam as qualidades da comida. Quando esta situação se concretiza, o prazer gustativo será máximo, caracterizando que o conjunto bebida-comida está harmonizado.

Agora pensem no caju. Fruta vistosa, exótica, com uma carne macia, suculenta e, acima de tudo, com o sabor da tropicalidade brasileira. Pensaram? Agora visualizem uma boa cachaça, mais exatamente a nossa Caraçuipe, mais exatamente ainda a Caraçuípe Prata, a cachaça branca da premiada marca alagoana.

Depois da destilação em alambique de cobre, a Caraçuipe Prata é maturada em tonéis de madeira (Jequitibá Rosa) durante seis meses

Dia desses visitei o Engenho Caraçuipe (www.engenhocaracuipe.com.br) e conheci seu processo de fabricação. É fantástico! Depois da destilação em alambique de cobre, a bebida é maturada em tonéis de madeira (Jequitibá Rosa) durante seis meses. Dessa forma, ela permanece com uma coloração cristal, límpida e transparente. O sabor é leve, equilibradamente ácido e refinado com notas aromáticas de perfume de frutas cítricas e original do campo.

Pois bem, lembram do parágrafo no início deste texto? É assim que funciona com o caju e a cachaça Caraçuipe. As sensações gustativas se ajustam e os dois se realçam mutuamente, se completam. Um pouco porque os contrastes de sabores se complementam, um pouco pelas afinidades tradicionais já consagradas – cresci vendo meu pai e tios brindando uma primeira rodada com cachaça e caju nas tardes do sítio da minha infância. As frutas colhidas ali mesmo nos tantos cajueiros que verdejavam no bairro da Guaxuma.

Caju e cachaça: as sensações gustativas se ajustam e os dois se realçam mutuamente, se completam

Foi com cachaça e caju que brindamos uma primeira rodada aqui em casa no último domingo e foi uma delícia!

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA