FOTO

Artesanato alagoano ganha destaque em coluna da revista Casa Vogue

Coleção Alagoas Feita à Mão reúne artistas populares sediados do litoral ao sertão de Alagoas, com curadoria do designer Rodrigo Ambrósio

Publicação de alcance nacional destaca trabalho realizado pelo Governo do Estado, com o designer Rodrigo Ambrósio, para enaltecer arte popular alagoanaPublicação de alcance nacional destaca trabalho realizado pelo Governo do Estado, com o designer Rodrigo Ambrósio, para enaltecer arte popular alagoanaJonathan Lins

Texto de Morena Melo e Rafaella Ramos

Depois de dois anos de expedição, percorrendo ateliês de artesãos do litoral ao sertão de Alagoas, a coleção Alagoas Feita à Mão realizada pelo designer Rodrigo Ambrósio, a convite da Sedetur, repercute na imprensa nacional. Dessa vez, o trabalho foi publicado na coluna Design do Bom, pela jornalista Winnie Bastian.

 

A matéria fala sobre a sinergia entre o design e o artesanato, ressaltando como a união das duas vertentes pode ser fértil. No texto, a jornalista ressalta a coleção Alagoas Feita à Mão, realizada por Rodrigo Ambrósio, a convite do Governo de Alagoas, através da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur).

 

A coleção é fruto de uma expedição realizada pelo designer, com a equipe da Sedetur, que percorreu grande parte dos cento e dois municípios de Alagoas. O trabalho uniu duas tipologias artesanais, de duas comunidades diferentes, em cada peça; ao todo foram elaborados seis produtos utilitários para serem presentes governamentais oficiais.

 

A ideia do projeto é capacitar os artesãos para projetos inovadores, sustentáveis e de alto potencial comercial, como narra a reportagem.

 

“Essa iniciativa se mostra ainda mais importante quando se leva em conta a relevância do artesanato no contexto econômico de Alagoas: segundo dados da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, o estado conta com 13.300 artesãos cadastrados no Sistema de Informações Cadastrais do Artesanato Brasileiro – e destes, mais de cerca de 60% vivem somente da produção artesanal. Mais do que criar uma demanda de trabalho com a encomenda dos presentes governamentais (que serão adquiridos em lotes de 100 peças de cada modelo, diretamente dos artesãos), a ideia do projeto é também capacitar os artesãos para ideias inovadoras”, des

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA