foto

Alagoas Feita à Mão é apresentado para representantes da Unesco

À convite da entidade, equipe da Sedetur foi a Brasília para apresentar gestão do projeto

Mãos da mestre Sil fazendo sua arte Mãos da mestre Sil fazendo sua arteFoto: Itawi Albuquerque

Texto de Débora Vieira

O artesanato e arte popular de Alagoas conquistam mais espaço e quebram paradigmas a cada dia. Um dos projetos que vem angariando mais força e valor para as peças produzidas localmente é o “Alagoas Feita à Mão”, que na tarde desta quarta-feira (20), foi apresentado no escritório nacional da Unesco, em Brasília.

 

Na ocasião, o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, junto à gerência de artesanato e design da Sedetur, falaram sobre as ações e os objetivos estratégicos do case de sucesso “Alagoas Feita à Mão”. O projeto foi explanado para integrantes da equipe de cultura da Representação da Unesco no Brasil.

 

Para o secretário Rafael Brito, o projeto, que foi desenvolvido pelo Governo de Alagoas em parceria com a primeira-dama, Renata Calheiros, tem agregado mais valor e impulsionado a comercialização. “O ‘Alagoas Feita à Mão’ chegou para somar mais a esse trabalho tão importante para os alagoanos. Só para ter uma ideia, nos últimos quatro anos, os artesãos, por meio do apoio do Governo de Alagoas, venderam mais de 20 mil peças, comercializando R$ 2 milhões em feiras locais e eventos nacionais”, pontua Rafael Brito.

 

O projeto tem como um dos seus principais objetivos promover a comercialização e a valorização do artesanato genuinamente alagoano; a Sedetur atua por meio da publicação de editais para participação em feiras nacionais, publicação de catálogo, realização de eventos locais, instalação de placas de sinalização nos principais pontos de produção artesanal, além da renovação e emissão de carteiras do artesãos.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA