foto

Alagoas é o 3º estado mais violento do Brasil; Maceió tem queda pelo segundo ano

Anuário Brasileiro de Segurança Pública revela que o estado registrou 1.877 assassinatos no ano passad

 Por Eduardo Almeida | Portal Gazetaweb.com  

Anuário de Segurança Pública aponta crescimento no número de mortes violentas em Alagoas

FOTO: REPRODUÇÃO

Um levantamento divulgado nesta segunda-feira (30), pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, revela que Alagoas registrou um aumento de 3,3% no número de assassinatos entre os anos de 2015 e 2016 e é o terceiro estado do país com o maior número de crimes violentos letais. Em contrapartida, Maceió viu seus índices de criminalidade caírem pelo segundo ano seguido.

De acordo com o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, Alagoas contabilizou 1.808 homicídios em 2015, contra 1.877 assassinatos no ano passado. O estado de Sergipe lidera as estatísticas, com 64 mortes por grupo de 100 mil habitantes, seguido do estado do Rio Grande do Norte, com 56,9. Alagoas aparece com média de 55,9 mortes por 100 mil habitantes.

Com 471 assassinatos em 2016, Maceió viu a violência diminuir pelo segundo ano seguido. A redução média foi de 10,8% e o município se distancia, a cada dia, da desconfortável lista de cidades mais violentas do país. Lideram esse ranking Aracaju, Belém e Porto Alegre.

O Anuário Brasileiro de Segurança Pública revela a capital registrou uma queda no número de homicídios dolosos – que caíram de 511 para 448 entre 2015 e 2016. Por outro lado, Maceió viu crescer o número de lesões corporais seguidas de morte e de latrocícios. Os números passaram de zero para dois e de 13 para 21, respectivamente, segundo os dados.

CRESCE O NÚMERO DE POLICIAIS MORTOS

As estatísticas revelam que o número de policiais civis e militares mortos em Alagoas cresceu entre os dois últimos anos. O aumento foi de 25%, passando de 8 para 10 policiais mortos. A alta se deve às mortes fora da atividade profissional. Foram sete policiais militares e um civil morto em confronto fora do serviço. O número de mortes em serviço permaneceu estável.

SETE PESSOAS MORTAS A CADA HORA

O Anuário aponta que o Brasil registrou sete assassinatos a cada hora em 2016, o que representa um crescimento de 3,9% em relação ao ano anterior. Foram 61.619 mortes violentas em 2016, o que representa uma taxa de homicídios de 29,9 mortos para cada 100 mil habitantes.

A Gazetaweb entrou em contato com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), que ficou de divulgar nota sobre o assunto.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA